Desparasitação veterinária

A prevenção é fundamental para manter e melhorar a saúde dos seus animais de estimação. E, dentro desta especialidade, um dos pontos que consideramos mais importantes depois da vacinação é a desparasitação.

Para tal, um excelente plano de desparasitação será realmente importante para manter os nossos animais saudáveis.

Desparasitação em cães

A desparasitação de cães deve ser uma rotina preventiva imprescindível durante toda a sua vida.  

Para garantir a saúde dos nossos cães, deve ser realizada uma desparasitação a cada 3 meses desde que são cachorros, quer seja através de xarope, comprimidos orais ou comprimidos mastigáveis.

Desparasitar o seu gato

No caso dos gatos, o aconselhável é realizar a primeira desparasitação de um gato entre as 6-8 semanas, tendo em consideração se for um gato de interior ou exterior. Para tal, serão fornecidos comprimidos, pasta oral ou pipetas.

Desparasitar o seu coelho

A desparasitação dos coelhos deverá ser realizada 2 a 3 vezes ao ano, através de xarope ou pipetas.

Desparasitação externa

Para a desparasitação externa para cães e gatos utilizam-se:

  • Sprays:  Utilizam-se sobretudo para cachorros. Existem tanto para prevenir como para animais infetados. 
  • Coleiras: São cómodas de colocar e costumam ter uma duração longa, segundo o tamanho do cão entre 4 e 8 meses (a duração depende mais do tipo de produto e como esteja formulado, as coleiras que se utilizam mais comummente têm uma duração de entre 6 a 9 meses, em função da marca). 
  • Pipetas: As pipetas têm um aplicador para verter uma loção sobre a pele do animal de estimação.  A sua duração é de 1 mês aproximadamente.

Todas as opções têm o propósito de evitar parasitas externos como pulgas, carrapatos, piolhos e ácaros produtores de sarna, e parasitas internos tais como os vermes do coração (dirofilariose), ascaris, ancilostomídeos e tricurídeos, entre outros.

Cada produto comercial está formulado para combater determinados parasitas, o seu veterinário Kivet saberá qual é a melhor opção para o seu caso.

A melhor combinação para os parasitas externos:

  • Épocas de calor: Coleiras ou Pipetas + produtos específicos em comprimidos
  • Restantes épocas do ano: Só comprimidos. Embora com a subida de temperaturas generalizada seja aconselhável manter a coleira todo o ano.

Desparasitação interna

A desparasitação interna tanto em cães como em gatos trata de evitar os parasitas intestinais como lombrigas ou ténias que podem ser prejudiciais à sua saúde.

O modo ou a via de administração são gotas ou pastilhas ingeríveis. Existem várias opções:

  • Soluções orais ou pastas: costumam ser fáceis de administrar mas devem ser aplicadas vários dias seguidos. Costuma utilizar-se em animais de baixo tamanho e peso.
  • Comprimidos: muito utilizados dado que são fáceis de misturar na comida, e o animal costuma engoli-los, no caso dos cães, sem se dar conta. São recomendáveis a cada 3 meses.

Injeção: caso o animal não possa tomá-las via oral, na clínica poderá administrar-se uma injeção trimestralmente.

calendario desparasitacion interna perro gato conejo

Qual é o preço da desparasitação de cães e gatos?

Contacte-nos ou peça orçamento na sua clínica mais próxima e iremos informá-lo de todo o processo.  

Solicita um orçamento

Perguntas frequentes sobre a desparasitação veterinária

Os parasitas são seres vivos que vivem noutro organismo (hospedeiro), enfraquecendo-o e prejudicando a sua qualidade de vida. Na maior parte dos casos, estes organismos são transmissíveis, pelo que também podem piorar a saúde dos outros coabitantes da casa, mesmo a das pessoas além de outros animais. Para tal é muito importante levar a cabo a desparasitação do seu animal de estimação no veterinário.

Alguns dos sintomas que podem indicar que o seu animal de estimação tem parasitas poderão ser os seguintes:

  • Perda de peso.
  • Alteração na pelagem.
  • Tristeza.
  • Alterações no apetite.
  • Comportamentos anormais: nalguns tipos de parasitas arrastam o rabo, com outros coçam-se e mordem-se incessantemente…etc.

Tendo em devida conta que há fatores como o estilo de vida ou o lugar de residência que podem aumentar as probabilidades de contágio. Caso acredite que o seu animal de estimação tenha estes sintomas, deverá dirigir-se ao seu veterinário mais próxima.

Nenhuma desparasitação é obrigatória por lei, mas trata-se de uma medida preventiva que seja necessário realizar periodicamente para manter a boa saúde dos seus animais de estimação.

Os parasitas podem provocar doenças muito diversas no seu animal de companhia, podendo afetar diferentes órgãos em função do tipo de parasita: a dirofilariose ou verme do coração afeta a sua função cardíaca, a leishmaniose tem um impacto sistémico multi-órgão (principalmente pele, articulações, rins…), etc. Além disso, a presença destes parasitas pode originar uma diminuição das defesas que facilite a co-infeção com outros organismos, como vírus ou bactérias, agravando a situação.

Quando desparasita o seu animal de estimação, não só o está a proteger a ele, como também a si mesmo. As doenças que transmitem os parasitas aos seres humanos através dos animais de estimação são conhecidas como zoonose e existem diferentes tipos.

As substâncias ativas dos comprimidos fazem efeito poucas horas depois de serem administrados, pelo que se houver algum parasita, será expulso no mesmo dia.

Sim. Praticamente todos os produtos de desparasitação interna (comprimidos) necessitam de prescrição veterinária e alguns de desparasitação externa (pipetas e coleiras) também. É imprescindível dirigir-se ao veterinário para que lhe possa prescrever os produtos de desparasitação mais adequados para o seu animal ou animais de estimação.

Solicita um orçamento na sua clínica veterinária



Obrigado! Sua mensagem foi enviada.
A equipe Kivet entrará em contato com você dentro de 24/48 horas dentro do horário de trabalho da clínica para fornecer todas as informações.
Extrato da política de privacidade

Responsável: ISKAY PET, S.L. y KIVET VETERINARIA, S.L.U. Finalidade: Proporcionar um serviço de atendimento ao cliente, resolvendo dúvidas e respondendo a consultas e pedidos de informações. Legitimação: Consentimento do utilizador. Destinatários: Não se cederão dados a nenhuns terceiros, salvo prévio requerimento jurídico, judicial ou administrativo. Direitos: Oposição, acesso, retificação, eliminação, limitação e portabilidade.